Como organizar uma mudança de cidade

sexta-feira, março 23, 2018
Como organizar uma mudança

 Saber como organizar uma mudança de cidade é uma coisa que pega muita gente por aí. Fazer mudanças nunca é algo fácil. Seja por não saber o que virá pela frente, seja por ter que deixar coisas/pessoas/lugares para trás. 
 Eu passei por esse processo recentemente e sei o quanto é difícil, mas posso garantir que com organização tudo fica bem mais tranquilo. Por isso, separei umas dicas boas para quem quer se livrar de futuras dores de cabeça. Simbora!

1. Defina onde você quer morar

 Esse é o primeiro passo. Não é tão fácil quanto parece, mas também não precisa ser um bicho de sete cabeças. Se você está mudando para alguma cidade que não conhece, pesquise bastante. Tente entrar em contato com pessoas de lá ou utilize aquele bom e velho Google.
 Saiba quais são os bairros perigosos e os "nobres", porque, por exemplo, se você for estudante do período noturno, isso conta muito. Acredite! Leve em consideração fatores como a renda disponível que você vai ter para pagar aluguel e despesas, a segurança do local, se há mercados, farmácias e outros lugares do tipo por perto, com quantas pessoas você vai morar ou se vai morar só.
 Parando para pensar nisso, você vai poder decidir se o ideal seria uma casa, um apartamento, uma kitchenette, e vai também poder ter acesso a, pelo menos, alimentos e medicamentos com certa facilidade, sem precisar depender de transporte (principalmente, público). E se for para estudar, dica de experiência própria: faça o possível para arranjar um lugar dentro do orçamento que seja perto da faculdade.

2. Faça uma lista de tudo que você vai precisar

 Quer evitar surpresas? Faça uma lista de exatamente tudo que você vai precisar levar e outra lista com tudo que você vai precisar comprar para levar. Assim, você não esquece de comprar nada, nem de levar nada. Tem aplicativos, como o Keep, que são excelentes para fazer listinhas assim, porque dá para ir tirando da lista o que já estiver ok.
 É bom fazer umas pesquisas e perguntar para pessoas que já se mudaram sobre o que é necessário ter. Eu mesma tive que comprar cortina (porque a janela é de vidro), o varal para a cortina, balde de roupa suja, ferro, álcool, produto para matar insetos, caso aparecesse algum por aqui. 
 Enfim, tem bastante "coisonas" e, principalmente, "coisinhas" que a gente tem que ficar bastante atento. Se não, só vai sentir falta na hora que precisar e não tiver. Aí, se não tiver grana disponível para comprar, vai ser um aperto.

3. Faça uma lista prévia de supermercado

 Sim, vão ser listas e mais listas que você precisará fazer. Mas, isso vai evitar muitíssimo que você se embole com as coisas, então vale a pena. Tenha em mente que as coisas hoje em dia estão caras. Então fazer uma lista do que você vai precisar pegar no supermercado, vai ser um excelente "norte". 
 Saiba que a carne, o macarrão, o arroz e o feijão não se temperam sozinhos, então escolha temperos e outras coisinhas mínimas, como utensílios, que sempre acabam sendo esquecidos, mas que vai ser difícil você viver sem.
 E aquela história de não ir às compras com fome é super válida. Você vai ter uma tendência bem maior de cair na tentação e pegar coisas que não vão encher sua barriga, não são saudáveis e nem nutritivos. Aí a compra vai sair mais cara e você pode se arrepender amargamente depois. Claro que dá para pegar uns docinhos, mas nada de exagero, pelo amor.

4. Tire dúvidas com a família

 Parece muito fácil ir morar fora e achar que agora as coisas vão ser do seu jeito, porque você já sabe das coisas e do que é melhor para você. Mas já vou avisando que na hora que você entrar num mercado e não saber a quantidade ou qualidade das coisas que precisa levar, vai começar a bater um leve desespero. 
 Mas não se preocupe! Isso pode ser facilmente evitado se você tirar dúvidas com sua família e amigos. Agora que você já sabe que pode se perder nas coisas do dia a dia, pergunte tudo que lhe vier à cabeça, assim você já saberá como agir.

5. Tenha dinheiro extra para despesas

 Tudo pode estar perfeitamente organizado, mas sempre, SEMPRE, haverão coisas que você vai precisar lidar fora da programação. E, geralmente, essas coisas envolvem investimento financeiro. Você pode precisar de um galão de água extra, pagar o IPTU assim que entrar no imóvel, lidar com o conserto de algo quebrado, precisar pagar táxi ou Uber quando não conseguir uma carona e estiver tarde. 
 Tudo isso exige dinheiro e, por mais apertadas que as coisas estejam, é bom economizar para ter. Então, deixe de comprar aquilo que não é tão urgente assim e que você consegue ficar um tempo sem, para poder poupar.

6. Não saia de casa brigado com ninguém

 Não é fácil sair de casa e ir morar em outra cidade! Eu saí para estudar e só você sabe o motivo pelo qual você está saindo. Mas meu melhor conselho de hoje é: não saia de casa brigado com ninguém. Seu futuro é algo incerto. 
 Hoje as pessoas estão aqui e amanhã podem não estar mais. O arrependimento é algo terrível, então compreenda que as pessoas são falhas e que elas comentem erros. E mesmo que você não queira mais proximidade com alguém, não brigue nem guarde rancor. Porque é bom, sim, sair e ter mais liberdade, mas é melhor ainda saber que, se algo der errado, você tem para onde voltar.

 Bom, é isso! Espero que eu tenha ajudado de alguma forma. Comentem aí dúvidas, sugestões e o que quiserem falar sobre o tema. Ficarei muito feliz em ler e responder. Sabe de algum amigo que vai se mudar? Não esqueça de enviar o post para ajudar! Bom final de semana e até segunda!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.