Eu nasci de novo - Parte 2

agosto 23, 2019
nasci de novo para Cristo

 Fiquei me perguntando: "se já me afastei da igreja, o que vai me impedir de me afastar de novo?". Então, me lembrei de uma vez que alguém disse que para estar verdadeiramente em Deus, devemos nascer de novo.
 Impossível, com isso, não lembrar da seguinte passagem bíblica: "Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". - João 3:3.
 Me recordei que antes me deixei levar, até mesmo dentro da igreja, por outros alvos que não eram Cristo. Não queria me indispor com os amigos, nem deixar de frequentar lugares que eu sempre quis ir e com o passar do tempo acabava tendo a oportunidade. Me chamavam para festas, as músicas que eu escutava nada falavam sobre Deus.
 Eu queria estar na igreja, mas queria do meu jeito. Mesmo que não percebesse isso na época. Focava nas coisas e pessoas que eu queria, sem esperar o tempo certo da resposta de Deus. Deixei o cansaço tomar conta de mim. Em vez de influenciar o mundo, me deixei ser influenciada por ele. Então, como nascer verdadeiramente assim?
 Esse "detalhe" de suma importância, foi o que me trouxe de volta aos braços de Cristo, sabendo que esse é o lugar onde pretendo estar eternamente, nessa vida e após ela. Deus é tão misericordioso, que, nesse tempo afastada, não me esqueceu. Pelo contrário, me lapidou.
 Me ensinou a dizer "não", me ensinou a ter mais amor, me amadureceu, me mostrou a como me afastar das pessoas que não me fazem bem sem odiá-las, me fez perceber que não vale a pena julgar o próximo, mas sim amar e perdoar.
 Quem não conhece a Deus acha que isso são coisas que a vida ensina naturalmente ao longo dos anos. E isso não é, em parte, errado de se pensar, porque Deus é a própria vida. Porém, Ele nos ama tanto que prefere que não precisemos passar por certas situações, que não passaríamos estando com Ele.
 Porque temos o livre arbítrio de escolher entre seguir a Jesus ou não, ler a bíblia ou não, fazer parte de uma igreja ou não, orar ou não, acreditar ou não. Isso porque Jesus já nos escolheu, já morreu numa cruz por nós. Quem consegue imaginar isso: um Deus, que tudo pode, vindo viver vomo homem e morrer por nós pobres pecadores que não tínhamos mais salvação sem Ele?
 Portanto, percebendo isso, descobri que nascer de novo significa receber o Esperíto Santo, zelar pelo corpo em que Ele habita (o nosso), ouvir a Deus (a bíblia é sua palavra) e conversar com Ele através de hinos e orações.
 Nascer de novo é reconhecer que não somos nada sem a misericóridia, o amor e as bençãos de Deus. É saber que somos pobres humanos pecadores e fomos feitos para adorar a Deus e para buscá-lo em todos os momentos de todos os dias.
 Antes, eu achava isso sacrificante e exaustivo. Hoje, acho isso gratificante. Essa é a diferença de ter nascido de novo. Sei que sou sempre sujeita a pecados e falhas. Mas sei também que posso evitar muita coisa e conseguir o perdão de Cristo pelo que não puder evitar. Isso me deixa mais forte nEle a cada dia, mesmo reconhecendo que sou só um ser humano frágil.
 Quero a identidade de Deus na minha vida. Escolhi isso. Mas, primeiramente, Ele escolheu. E mais honrada eu não poderia estar. Por isso, faço questão de me lembrar do milagre diário que é a minha vida em todos os momentos dos meus dias que preciso dizer ao inimigo: Hoje não!

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.