Lembra?

agosto 31, 2019
Lembrar do passado

 Olhe para trás! Veja o quanto você cresceu como ser humano. Se lembre de todas as vezes que você pensou que era o ponto final, mas eram só reticências. E você conseguiu continuar. Talvez não tão firme, talvez não tão forte. Mas foi seguindo em frente e se recuperando.
 Sabe quando tudo pareceu tão difícil que, mesmo sabendo que Deus não nos abandona, você se sentiu só? Quando queria um colo que acalentasse, mas parecia que estava em um chão frio e duro? Quando chorar se tornou rotina?
 É, não é fácil! Às vezes, ainda tendo que ouvir palavras que cortaram não só o coração, mas também a alma. Vendo os sonhos e planejamentos escorrerem rua abaixo numa enxente de tristeza e desespero.
 Mas você superou outras situações ruins antes. Lembra? Mesmo que menores ou com menos impacto. Você já conseguiu antes. E, à medida que uma criança vai se tornando adulta, ela percebe que vai ficando mais difícil. 
 Escola, brincar no intervalo, ensino médio, amizades, faculdade, namoro, igreja, contas para pagar, casamento. Não necessariamente nessa ordem. Mas a cada fase, as coisas parecem ser mais complicadas. Como não desejar voltar a ser uma inocente criança quando tudo vai ficando mais difícil?
 Então, refletindo sobre essa última pergunta, se percebe que dá para conseguir isso. Amadurecendo, se aprende que as coisas têm sobre nós o poder que damos a elas. Então, não alimente essa parte de você que transforma tudo na pior coisa do mundo.
 Sim, coisas muito - muito - ruins acontecem. E não é errado sofrer e chorar. Pelo contrário, há desabafos que não conseguem escorrer pela boca nem pelas mãos, apenas pelos olhos. Mas, por favor, não viva uma vida de amargura. Não se culpe por sorrir quando as coisas vão mal, nem por cuidar de si quando tudo parece um caos ao redor. Independente de qualquer coisa, você é um ser humano também.
 Sentir dor o resto da vida por algo que aconteceu, não vai mudar o passado. Mas vai mudar o futuro. Essa coisa de levantar, sacodir a poeira e continuar o caminho, não é só para algumas pessoas. É para todo mundo. É para você.
 É fácil falar. É fácil escrever palavras bonitas sobre continuar a vida. Mas continuar mesmo, de fato, não é fácil. Mas, se parar para analisar o que é fácil de fazer nessa vida para alcançar alguma coisa, o que sobra? Não é fácil. É necessário.
 Então, lembra de todas as situações passadas e presentes que esse texto te fez lembrar até aqui? Passou. Vai passar. Se tiver doendo, vai com dor mesmo. Mas continua. Pega as rédeas da tua vida, faz uma oração pedindo direção e proteção, libera o perdão a quem fez mal, volta à inocência e continua. É um passo de cada vez e no ritmo que der. Mas o importante é se lembrar que ficar no mesmo lugar é só para quem não tem o mais o folêgo da vida.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.