Quando você lembrar

agosto 23, 2019
lembrar do passado

 O julgamento dói. Desconstrói a alma de pouquinho em pouquinho. E você se pergunta o porquê. A resposta? O silêncio. Um silêncio tomado por mais e mais julgamentos. Mas é um passado que não dá para apagar.
 As conversas, as festas, as atitudes, as palavras, as bebibas, as fotos, os vídeos, as ligações. Coisas que foram feitas e faladas, que não dá para voltar atrás. Restam a má fama, os apontamentos de dedo, as rodinhas de conversa que te envolvem.
 Bom, se voltar ao passado e consertar as coisas não dá, o jeito é seguir em frente, meu bem. É se perdoar e perdoar ao próximo. É livrar aos outros e a você de carregar um peso maior que as próprias costas.
 O mundo é grande. E é cruel. Mas tem gente boa também. Muito boa. Gente que vai estar lá para te ajudar a se reerguer e começar de novo. Talvez eles não fiquem perto de você por muito tempo. Mas vai ser um tempo bem gasto, mesmo que pouco.
 E caminhando de pouquinho em pouquinho, fazendo à medida que dá, a dor vai sumindo. Mas nem pense que as memórias desse passado vão desaparecer. Você não tem amnésia. Mas você vai se lembrar delas sem que doam mais, como um pastor ensinou uma vez. Afinal, já doeu demais, não é?
 Então, siga em frente, por mais que o caminho pareça ser muito longo. Quanto mais se percorre dele, menos falta. E o que passou vai ficando cada vez mais distante. Tão distante, que lembrar não vai mais doer. Quando você lembrar...

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.